sábado, maio 28, 2011

A música do Amor Platônico!

Estava pelo blog "A melhor das intenções"- http://amelhordasintencoes.wordpress.com/ -  e lá tá rolando alguns posts dedicados o dia dos namorados, e entre eles, músicas que falam sobre diferentes tipos de amor. Eu sempre gostei da música "Apenas mais uma de amor" do Lulu Santos, acho que é porque ela resume bem "essa é minha vida, esse é meu clube" rs. Sempre me fazendo de forte. Sempre sobrevivendo. Apenas deixando subentendido.. tem coisa melhor do que "aquela ideia que existe na cabeça e não tem a menor pretensão de acontecer"? - Sem erros, sem merdas, sem sofrimentos - apenas mais uma história.. vamos cantar?

Eu gosto tanto de você
Que até prefiro esconder
Deixo assim ficar
Subentendido
Como uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor obrigação de acontecer
Eu acho tão bonito isso
De ser abstrato baby
A beleza é mesmo tão fugaz
É uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer
Pode até parecer fraqueza
Pois que seja fraqueza então,
A alegria que me dá
Isso vai sem eu dizer
Se amanhã não for nada disso
Caberá só a mim esquecer
O que eu ganho, o que eu perco
Ninguém precisa saber
Eu gosto tanto de você
Que até prefiro esconder
Deixo assim ficar
Subentendido
Como uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer
Pode até parecer fraqueza
Pois que seja fraqueza então,
A alegria que me dá
Isso vai sem eu dizer
Se amanhã não for nada disso
Caberá só a mim esquecer
E eu vou sobreviver...
O que eu ganho, o que eu perco
Ninguém precisa saber

sexta-feira, maio 13, 2011

10 motivos para não ir ao JRF

1.Dinheiro: É caro! Bem caro! Ouvi dizer que ingressos para a arena estavam em torno de 60 a 80 reais. Estacionamento: TRINTA REAIS. - no barro, sem seguro, e etc. CINCO REAIS a latinha de cerveja. E a maioria das pessoas ganha. Eu mesma, se quisesse ter ido, tinha ingresso pra vários dias. E aí, é assim, que paga fica lá no vuco-vuco da arena e morre pisoteado enquanto os puxa-sacos ficam nos camarotes, vip's e afins.
2. A Música: é ruim. (precisa explicar?) E não é só o show em si, o som ambiente é ruim. Além do sertanejo, o axé, o funk e etc.
3. O frio: todo santo ano faz frio nessa época de rodeio. E, curiosamente, parece que lá no recinto é mais frio que em qualquer lugar da cidade. Enfim, é sair de casa, no frio, pra enfrentar trânsito, fila, bagunça e música ruim.
4. o barro/poeira: o carro fica imundo. o sapato fica imundo, a roupa fica imunda, o nariz fica imundo. É poeira em tudo na vida.. tsctsctsc
5. Os bêbados: todo lugar tem bêbado, fato. Mas bêbado de rodeio é pior. É cara que está bebendo desde as 18h na galeria, é o playboyzinho que fez esquenta com Absolut também desde às 6h da tarde.. e se acha no direito de puxar seu cabelo, te agarrar, vomitar no seu pé, fazer cantadas ruins e ainda ficar bravinho se vc o ignorar.
6. O tumulto: gente, uma festa em que as pessoas já morreram pisoteadas, não é de Deus, certo?
7. Reencontrar o passado: o passado foi bom? Se pá, até foi. Mas reencontrar o que não foi bom, não é legal, e sempre tem alguém naquele lugar que te lembra o que você quer esquecer.
8.Fazer merda: D-U-V-I-D-O que tenha uma pessoa que nunca tenha feito merda em rodeio. Mandar msg pro ex ou pro amor platônico, beijar pessoa errada, dar vexame, chorar, passar mal e etc etc etc
9. Assalto: Eu já perdi um celular. Já tive dinheiro roubado. Quase perdi meus documentos.
10. Minha idade: é este o tópico mais importante de todos. Sim sim. Porque é mesmo uma grande ironia eu estar aqui escrevendo esse post, eu já fui muito a rodeios! Muito muito muito! Moro em Jaguariúna há 13 anos e essa é a primeira vez que não dou as caras por lá, então, como posso só agora ter percebido que é uma grande furada? Simples, a idade. Eu me divertia quando tinha 16, 17..até os 22 eu ainda aproveitei bem, depois comecei a perceber que já não fazia mais sentido, eu não tinha mais o espírito de "vou só pra curtir a festa, fazer merda, encontrar os amigos da escola e etc.." Quando a gente amadurece, mudam-se também as prioridades! Então, o principal motivo para eu não ir é: tenho 25 anos, me dei conta de todos os anteriores e não quero mais! :)  

segunda-feira, maio 09, 2011

Da série: Ela acreditava em anjos. E porque acreditava, eles existiam.

Há dez anos, em 2001, eu tinha 15 anos. Eu bem me lembro que teve o Rock in Rio III. Dentre as várias atrações daquele ano, só havia UMA que eu queria MUITO ver: Guns n' Roses. Depois de anos parados, ele estava de volta, desfalcado, (afinal, o que é o Guns sem o Slash?)  o Axl gordinho, ninguém sabia como seria o show. E é óbvio que meus pais jamais deixariam eu baixar lá no Rio de janeiro. Alguns poucos amigos foram. E eu fiquei, pra ver na TV. Fiquei até tarde esperando - várias gerações de fãs ficaram esperando - eu nem mesmo tinha noção do que era ser gente quando eles fizeram sucesso, mas eu queria ver! Queria ouvir! E foi sensacional!!!!!! Todos os agudos, todos os clássicos, ele até tentou correr (suou um monte, mas corria!rs) Era o  Guns. E sempre será o Guns.
Pensei: será que eu perdi a única oportunidade de ver o Guns ao vivo?

Dez anos depois, anuncia o próximo Rock In Rio. A programação vai deixando a desejar - pow, Katy Perry? Rihana? Nxzero? Cadê o rock??? - meio sem muitas esperanças, fiquei esperando, quem sabe, por um milagre, eles voltariam, mesmo tendo vindo pra cá no ano passado. E quem disse que "milagres" não acontecem?
Agora, tenho 25 anos. Só tô avisando: Mãe, eles vêm. E EU VOU!!!!! E um dia, quando meus filhos forem ouvir Guns (porque eu sei que eles vão ouvir) eu vou contar: Nossa, em 2011, eu vi eles tocarem essa música ao vivo! :)




Eu vou chorar quando tocar! (ei, Axl, faz favor, hein? esperei dez anos pra ouvir essa música ao vivo!)
Ocorreu um erro neste gadget