domingo, fevereiro 07, 2010

pensamentos soltos

Sinto falta de alguém que nem conheço.
Sinto falta de um sentimentos que nem ao menos sei como é.
Sinto falta de algo que ainda nem aconteceu, que custo a acreditar que existe.

Domingo. Mais um domingo. O último de férias.. mas como todos os outros domingos, carregado de uma preguiça sem fim. Uma antecipação do cansaço que virá com a semana, sendo ela de trabalho ou não. Não sei porque, mas os domingos parecem por si só já serem depressivos. Acordar tarde, dormir cedo - mesmo que sem sono - pensamentos a cerca do fim de semana. Pensamentos sobre a semana que vem por aí. Parece que depois do domingo tudo vai ser diferente... "vou começar a dieta", "vou ler mais", "vou fazer mais exercícios", "vou resolver as minhas pendências.." - e na verdade, tudo continua como antes, só carrega a ilusão de que algo será diferente.
Sinto-me amarrada a uma realidade. A consciência de que as mudanças que tanto quero estão nas minhas mãos não é suficiente para que elas aconteçam...
O que fazer? Mudar de cidade? De identidade? De vida?
Não aguento mais a mesma paisagem dos últimos dez anos. Sempre as mesmas pessoas circulando pelas ruas... AS MESMAS.. é impressionante como essa cidade não muda. As pessoas vêm e vão, mas são sempre as mesmas. É como se fosse um ciclo, no qual vc está sempre destinado a encontrar as mesmas pessoas.
Cansada das mesmas histórias, da rotina. De trabalhar muito, gostar do trabalho, mas não ver mais pra onde ir, crescer. Mestrado? Pós? Concurso público?
Cansada desse vazio que nunca se preenche. Dessa ânsia por algo desconhecido. Farta dos fantasmas que rondam a mente.. dos medos já conhecidos, da falta de esperança.. da frieza que cresce a cada dia.
As mesmas histórias, os mesmos finais.. e por que não? os mesmos personagens.. definitivamente..aqui não é o meu lugar.
E então? Onde é?

(...)

segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Privilège e Zapata

Duas baladas opostas. Uma enorme, dizem que é uma das maiores da..da.... (ah, não me lembro) a outra quase passa despercebida, praticamente uma portinha. A Privilège com filas imensas, tops Dj's, promoters à la Ibiza. Zapata com músicas alternativas, ritmos latinos, funk, reaggeton, pouca fila e também sem muita divulgação. A primeira, nada mais nada menos do que 70,00 de entrada com míseros 30 de consumação, a outra, 20,00 reais de entrada. Enfim, duas baladas extremamente diferentes na mesma rua praticamente, mostrando como em Búzios é possível encontrar lugares para todos os gostos e estilos. Mas vamos uma a uma então... 

Privilège 
Eu achava que a Pachá fosse a balada mais procurada lá em Búzios, mas acho que ela anda meio em baixa, afinal, o que todo mundo comentava era essa tal de Privilège. A primeira vez que tentamos ir, chegamos era mais de meia noite e o valor era apenas 60,00 reais para entrar e mostrar um belo sorriso. Obviamente, não entramos. #nãoaceito 
Lá mesmo descobrimos que o esquema é chegar mais cedo e pegar os convites de consumação. Com ou sem convites a fila é sempre imensa! Pois então, um dia decidimos conhecer a "famosa" e fizemos como foi informado, chegamos mais cedo, pegamos o convite de consumação que era 70,00 com apenas 30 de consumação. Como eu disse, as filas são imensas, não sei quanto tempo ficamos, mas foi bastante. Sem contar os engraçadinhos que sempre querem cortar filas né.. 
(Fingindo felicidade na fila! kkkkk) 

Ao entrar, prepare-se: todas as bebidas são muito caras. O bom é que a cerveja é Heineken. Mas uma dose de tequila, por exemplo, custa 20,00. #tenso 
Não tem como negar, o lugar é realmente bonito. Os Dj's são bons e pra quem gosta de música eletrônica dá pra curtir legal. Mas como estou ficando velha, me irrito um pouco com lugares muito cheios!!  Fila pra entrar, fila no bar, fila no banheiro.. cansa né? Em todo caso, acho que vale a pena conhecer. Mas uma única vez, foi mais que suficiente! 
Zapata

Como vcs podem ver a fachada, o lugar é bem mais "humirde" . Confesso que na primeira vez que tentamos ir eu não botei muita fé. Pensem comigo, você observa a divulgação e o Dj que vai se apresentar é o Dj Jamanta. (OI?) Nós pensavamos que seria a noite latina, mas não, a propaganda do hostel falava sobre a programação normal da balada, sendo que no período de reveillon era tudo diferente. Enfim, por Deus, não fomos no dia do DJ Jamanta, voltamos em uma noite aleatória: uma segunda-feira, nossa despedida.

Pelo que percebi, o Zapata não é uma balada "modinha", ela abre independentemente das temporadas (o que não acontece com as outras) e tem um estilo mais alternativo mesmo. A entrada era de R$20 para mulher. (até rolou uma ameaça de que depois da meia noite aumentaria o preço mas era mentira..rs) Não acho barato, mas perto do que tínhamos... e as bebidas tb não são tão caras. (A tequila caiu de 20,00 para 12,00 reais) o ruim é que não existe comanda, vc tem que ir ao caixa toda vez que pede algo. 

(Nenhuma de nós é melhor que todas nós juntas) 

É meio difícil ser parcial sobre essa noite porque o conta é sempre a galera né? Era nossa última noite em Búzios, o lema era "cabácumtudo" então nos divertimos muito! Não estava cheio, mas as músicas eram legais, sem tumulto, sem filas. Enfim, gostei! :) 
Saímos de lá e essa era a vista

O legal de Búzios é isso, tem de tudo. Pra todos os gostos! E que é eclético, se diverte mais! :) 
Ocorreu um erro neste gadget