segunda-feira, março 26, 2007

..quem quase vive, já morreu..


"Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos,
nas chances que se perdem por medo,
nas idéias que nunca sairão do papel
por essa maldita mania de viver no outono.
(...)

Se a virtude estivesse mesmo no meio termo
os dias seriam nublados,
o mar não teria ondas,
e o arco íris em tons de cinza.."


E no primeiro dia do outono, um sol brilhante estampava o céu que outrora carregava nuvens cinzas de outono...
Insisto: a vida é mesmo muito irônica!
Não gosto de cinza. Não gosto de dias nublados. Não gosto de chuva.
Eu sei, é necessário. Mas não gosto...
Gosto de abrir a janela, ver aquele sol e ter disposição pra deixar o que me incomoda no travesseiro. Gosto de ver as pessoas nas ruas. Gosto de sair de casa, e sentir aquele ventinho fresco que refresca os fins de tarde.
E quando eu já estava "triste" por ter que viver no outono, surpreendentemente um belo sol desponta pela manhã...
E então, eu só pude confirmar que.. é mais fácil deixar as coisas acontecerem,
é melhor levar uma vida leve..
e não é tão difícil assim..
basta largar mão dessa "maldita mania de viver no outono"
E vc percebe que não precisa de muito.. só um dia de sol em meio ao outono,
um sorriso bonito num dia de tpm,
um recado de um amigo de infância,
achar um real no bolso da calça,
de repente, lembrar das coisas e ver que fez tudo realmente como deveria ter sido feito..
ou ainda, não mais que de repente, ver que boa parte das suas encanações não passam de vozes na sua cabeça, e que por tanto tempo vc tentou respoder perguntas pras quais vc já não quer mais saber a resposta..
ou simplesmente comer uma caixa de bis branco com coca cola.. :)

Foto: minha irmãzinha Vitória com 5 meses! Linda né?

...Saudades...


Sardade

Sardade é dô qui dá

Ma num é dô di duê
É vontade di alembrá
Cum vontade di isquecê
Ingrar dô di denti, machuca
Mazonde dói ninguém vê
Aí a gente pega i cutuca
Só pa num pará di duê.


(excerto retirado diretamente do perfil do orkut da Jubs!)

domingo, março 18, 2007

É ou num é ou num é?

Faz tempo que eu não escrevo.
Na verdade, não muito, uma semana apenas.
Engraçado..agora me confundi: uma semana é muito ou pouco tempo?? Como diria o Jão "tudo é relativo"...quando vc tem que ler um livro nesse tempo, parece pouco, quando vc tem que trabalhar todos os dias parece muito.. e quando vc está esperando por uma data então parece uma eternidade...
Agora, quando se trata da diferença de tempo de um post para o outro, eu realmente não sei.. provavelmente, pra quem vem sempre aqui, pode parecer muito.. pra quem não vem.. pouco.. e assim sucessivamente...
Mas não escrevi antes pq tava sem vontade..
Não tive vontade de reclamar. E se eu reclamasse.. poxa, vida.."mas vc só reclama hein.."
Estava feliz.. e se eu escrevesse que estava feliz.. "ohhhh.. como ela feliz, com tantos problemas no mundo e ela ainda consegue ser feliz.."
Senti um pouco de cansaço.. "ah.. vc está cansada, mas e eu que fiz isso e isso e isso..e bla, bla, bla"
Senti Saudades também.. Mas com certeza deve ter alguém que sentiu muito mais do que eu..
Se eu colocasse um texto.. seria pedante. Uma música, mais ainda. Um piada, estaria posando de descolada.. um ponto de interrogação - a criativa.. e assim as pessoas me enumerariam aí os esteriotipos que elas quisessem.. e aí eu fui perdendo o ânimo pra escrever, e agora provavelmte, fui entitulada daquela que se faz de coitadinha.

E já que não tem escapatoria, vamos de Fernando Pessoa (de novo)

"Arre, estou fato de semideuses!!!
Onde é que há gente nesse mundo???"


Quanto aos comentários no último post, novamente, só tenho que agradecer e .. acho que eles só confirmam o que eu disse sobre cada uma delas!

sábado, março 10, 2007

Ainda sobre o dia das mulheres


Dia 08 de março foi o dia das mulheres. Queria fazer um post temático, porque eu gosto de datas comemorativas. Sei lá, eu sempre fui ligada em datas.. gosto de lembrar determinadas datas. Ultimamente, procurei evitar os “lugares-comuns”, mas é difícil quando se fala justamente de... um lugar comum. Aí pensei em como seria o post desse dia. Não quero discursar sobre as maravilhas de ser mulher.. nem bancar a feminista e falar sobre o nosso espaço que não é reconhecido na sociedade, e nem dizer o quanto temos valores e que os homens não valorizam e blá blá blá. Por isso que o post anterior é um texto que eu achei num site enquanto procurava a história dessa data no google, queria contar para os meus alunos, mas não lembrava ao certo. Eu gostei desse texto anterior porque fala da importância de ser mãe para a mulher, e quem me conhece sabe: eu quero muito ser mãe um dia!

Ok.. voltando ao propósito desse post, decidi fazer um elogio às mulheres que fazem parte da minha vida.. são muitas! E por isso que meu primeiro rascunho não teria “sucesso”.. muito longo! Então, novamente, repensei o que escrever..e decidi então, que existem algumas mulheres em especial que eu gostaria de Parabenizar no dia de hoje. Não vai ser nenhuma novidade a escolha.. afinal, quase todos os dias falo pra quem quiser ouvir o quanto essas meninas me são importantes...
Então, vou falar, especificamente das mulheres que são especiais na minha vida hoje.
Tem muitas mulheres fazendo parte da minha vida, e eu considero uma vitória conseguir conviver com todas elas...(afinal, convenhamos, como é complicado nos entender!!!rsss) Mas a verdade é que elas me são muito especiais, e de alguma forma, eu não consigo mais viver sem elas.

O Mural tá péssimo, eu sei, eu tenho alguns problemas com a proporção, mas o que vale é a intenção! que com certeza, foi das melhores :)

Stelinha..petite, a mais frágil e a mais forte ao mesmo tempo. Ela faz manha para o namorado e briga com ele porque ele deixa as coisas fora do lugar. Ela faz cara de choro diante das situações, mas as resolve com uma sensatez que só ela tem. Ela é Diva, fina, tem classe sem parecer forçado... sua finess é natural!!! E o principal, ela é sensata como eu! hehehe

Andrews, Le petite Prince.. lá de um asteróide Americanense e direto para a Unicamp veio a versão feminina do Pequeno Príncipe. Ou melhor, ela é o Pequeno Príncipe da nossa vida! Ela tem o brilho dos olhos, o carinho na voz, na atenção, na palavra de conforto.. e que palavras! Que menina que sabe lidar com as palavras.. elas fluem, e se encaixam perfeitamente, provocando dos risos as lágrimas. Parça, também é sensata como eu, e mais, cada vez vejo mais de mim nela! Como posso levar minha vida sem essa pessoa por perto? Não dá, não dá..


Ju.. é, só Ju, simples assim.. essa eu posso dizer com todas as letras "true friend", parça!!!! Em todos, eu disse todos, os momentos!! Quantas histórias, quantos programas de índio, quantas gordisses, quantas baladas, quantas fossas, quantos choros, quantas risadas.. parece que nos conhecemos desde sempre, e temos uma cumplicidade uma com a outra que ultrapassa os limites da tolerância! Conhecemos uma a outra como se conhecessemos a si próprias, e com certeza ainda vamos ter muita história pra contar. Sinto uma gratidão sem tamanho por tanto companheirismo! E espero ainda agradecer muitas vezes por ter essa amiga tão especial perto de mim!!!! Te amo, vééééi!!!

Pir.. essa tb, true friend!!!! sem dúvida, depois de tantos anos, e tantas tentativas da vida de nos separar, não tenho dúvidas: true friend! E quando passa mais uma fase da vida, e ela volta para as férias cheia de causos e causações e zicas pra contar, eu tenho certeza que podem passar anos e anos, sempre será tudo igual, do mesmo jeitinho!! Alguém que me ensinou o significado da palavra saudade e, que quando está por perto, me faz ver que a vida pode ser leve.. que amizade é algo leve... e que o importante mesmo, é tentar ser feliz! Nunca vou deixar ela sair da minha vida. Ela pode ir pro Sri lanka se quiser, não deixo, e não deixo!!! heheh

Alina, ahhh essa Alina.. uma explosão de sentimentos!!! Tudo nela é intenso!! E é tão intenso que contagia, e traz um pouco de passionalidade pra minha vida.. quando eu achava que não podia mais acreditar, ela vem e me mostra tanto amor, tanta alegria, tanto tudo, que eu passo a achar que posso ir muito mais além do que acreditava! E até mesmo quando "não está sendo fácil" .. ela põe seus óculos e imita a Kátia, a cega, e arranca sorrisos da onde eles não poderiam sair. Amo mais que o infinito matriculado essa loca aí..

Kirs! Nosso espírito baladeiro nos uniu não só nas baladas da vida... afinal, só nós sabemos quanta cumplicidade já rolou em vários momentos.. alguns muito bons, (os melores..hehe) outros nem tanto.. mas o importante é que eu sempre encontrei um sorriso, um conforto, e uma vontade de fazer eu me sentir bem que eu tenho certeza que é sincera!!! Uma menina que adora toma letino e fazer voz de criança, que as veiz, fica tensa e miiiii nervosa, mas que sempre tem os melores apelidos, as melores palavras e faz a gente rir na hora que não pode e quando pode mais ainda!! Véi, é nóis, xugueder, causando nas baleirors em 2007!

Sereleepeeeeeeee.. amo demais! Hahaha

Heloísa.. uma pessoa que consegue ser estagiária, professora, aluna, pesquisadora, gerente de uma loja de sapato chiquérrima (cujo nome fui eu quem inspirei..hahah) filha, irmã, prima, esposa e, acima de tudo, amiga!!! Tudo isso em apenas 24 horas por dia, 7 dias por semana! Como ela consegue? Não sei! Ninguém sabe! E quer saber do que mais? Ela faz tudo isso com um sorriso no rosto e ar de serenidade que acho que eu nunca vi igual na minha vida!!!!! Mesmo cheia de problemas, ela tem um tempo pra te ouvir, a palavra certa pra te falar, e depois que vc conversa com ela.. tudo parece mais claro, porque ela não te dá as respostas.. mas te faz chegar até elas! Um exemplo de pessoa, admiro e amo demais essa mexelaaaaa!!!!


Mamis.. O que falar sobre essa mulher? resumindo: ela é tudo pra mim. Em todos os sentidos possíveis. Ela me xinga porque eu gasto a gasolina dela. Ela não gosta que eu deixe os chinelos espalhados. ela não guarda meus brincos no lugar. Ela compra sandálias e eu as uso. Ela já nem liga por eu não saber cozinhar. E ela tem um jeito atrapalhado de ser que é só dela. E tem uma força também que eu acho que não chego nem a um terço. E tem um amor que é mais que incondicional. e eu a amo tanto, que as vezes nem sei como dizer. Apenas amo. E agradeço a Deus por tê-la na minha vida.

Pra terminar.. só posso dizer uma coisa: Obrigada por fazerem parte da minha vida!!!!!

Amo vocês!

quinta-feira, março 08, 2007

Parabéns pra nozes..


Estou fazendo um post especial para o dia das mulheres, mas creio que ele vai demorar um pouco pra ficar pronto, então, resolvi publicar esse texto que eu simplismente, amei! : )
Parabéns a todas as mulheres!!

A Mulher e o Sonho
Sueli Caramello Uliano

Há uns anos, numa imprevisível reação da minha filha, vivi uma cena que me fez e ainda faz pensar. Transcrevo aqui o episódio como consta na introdução de um pequeno livro meu sobre feminismo.
“Entro no elevador com a minha filha de três anos e um metro de altura. E ela exprime então, contemplando a botoeira, o grande sonho da sua vida:
- Eu ainda vou crescer e alcançar aquele número lá do alto!
Brinco com ela, dizendo-lhe que vai fazer coisas mais interessantes do que andar de elevador, e acabo caindo na clássica pergunta:
- E o que você vai ser quando crescer?
Olha-me intrigada... Parece-me que não entendeu a questão e apresso-me a esclarecer:
- Você vai ser médica? Vai ser dentista? Professora?
Responde-me convicta:
- É claro que eu vou ser mãe!
Devo confessar que adorei a resposta! Diverti-me lisonjeada! (Também é verdade que, dias depois, contrariada com algumas exigências minhas, a pequena resolveu que queria mesmo era ser "vó"...).
O episódio fez-me pensar e corar. Por que não me ocorrera o papel de mãe como uma possibilidade futura para a minha filha, certamente não exclusiva, mas primordial? E por que ela, sem ter sido incentivada diretamente, amealhara para si esse sonho, essa aspiração?
Como é natural, não ando a esbanjar a toda hora, entre sorrisos e amabilidades, a felicidade de ser mãe, e temo que a minha filha não a veja estampada no meu rosto com a freqüência que eu desejaria. Mesmo assim, a maternidade revelou-se a grande aspiração dessa mulher-crianç a. Há aí um mistério que ultrapassa qualquer explicação de ordem cultural: jamais agi deliberadamente no sentido de criar a minha filha para ser mãe, e no entanto essa aspiração brotou com toda a espontaneidade no mais íntimo do seu ser.”
Hoje essa menina cresceu. Já alcança os últimos números da botoeira e vão-se delineando as preferências por determinados assuntos que a farão decidir por uma carreira. Contrariando todos os nossos planos, que eram, aliás, ambiciosos, ficou filha única, o que a levou a considerar, certa vez : "Se me caso com um filho único, meus filhos não terão tios!"
E por estes dias conversávamos com uma amiga, filha única, mãe de uma menininha, mas que já saboreia com grande entusiasmo o fato de ter sobrinhos... Assunto: a numerosa e agitada família do marido dela, com suas histórias que provam quanto os irmãos são importantes na educação dos filhos. E a minha filha cobrou da nossa amiga:
- Você não vai permitir que a Laurinha seja filha única, vai?
- Não vou, não! - ria-se. - Se não tiver mais filhos, adoto! - concluiu convicta.
Ora, ora! Que tempos de surpresas estes! Nem uma palavra sobre o futuro da carreira que os filhos têm o dom de comprometer, nem uma queixa quanto ao trabalho e preocupação que costumam provocar. Pelo contrário, um decidido posicionamento contra a solidão, firme defesa das possibilidades de os filhos serem tios, e os netos terem primos... Um yes eloqüente para a família!
E a minha filha, que antes queria ser mãe, agora quer ser mãe de muitos... Embora já domine perfeitamente o computador.

Sueli Caramello Uliano
, mãe de familia, pedagoga, Mestra em Letras pela Universidade de São Paulo, Profª do Curso de pós-graduação lato-sensu do Centro de Extensão Universitária, Presidente do Conselho da ONG Família Viva, Colunista do Portal da Família e consultora para assuntos de adolescência e educação.

"Um pouco irônico demais... é, eu realmente acho.. "


Resolvi colocar a tradução...
Um idoso fez noventa e oito anos
Ele ganhou na loteria e morreu no dia seguinte
É uma mosca no seu Chardonnay
É uma absolvição de morte dois minutos mais tarde
Isso não é irônico? Você não acha?

É como chover no dia do seu casamento
É por conta da casa quando você já pagou
É um bom conselho que você simplesmente rejeitou
E quem iria pensar que ele faz sentido?

Sr. Segurança estava com medo de voar
Ele fez suas malas e deu um beijo de adeus em seus filhos
Ele esperou sua maldita vida inteira para pegar aquele vôo
E enquanto o avião caía ele pensou "Bem, isso não é legal?"
E isso não é irônico? Você não acha?

É como chover no dia do seu casamento
É por conta da casa quando você já pagou
É um bom conselho que você simplesmente rejeitou
E quem iria pensar que ele faz sentido?

Bem, a vida tem uma engraçada maneira De te atrapalhar quando você pensa que está tudo bem e tudo estádando certo E a vida tem uma engraçada maneira De te ajudar quando você pensa que tudo deu errado e tudoexplode na sua cara

Um congestionamento quando você já está atrasado
Um sinal de "Não Fume" na sua pausa para o cigarro
É como dez mil colheres quando tudo o que você precisa é de uma faca
É conhecer o homem dos meus sonhos e então conhecer sua linda esposa
E isso não é irônico? Você não acha?
Um pouco irônico demais... E, sim, eu realmente acho...

É como chover no dia do seu casamento
É por conta da casa quando você já pagou
É um bom conselho que você simplesmente rejeitou
E quem iria pensar que ele faz sentido?

A vida tem uma engraçada maneira de te atrapalhar
A vida tem uma engraçada, engraçada maneira
De te ajudar, te ajudar

(by vagalume)

"A little too ironic.. and yeah I really do think...".. rsss


Acho que.. diante dos últimos acontecimentos.. essa música fala por mim! hehe
Sim..a vida é uma ironia,
é uma doce ironia... ;-)
An old man turned ninety-eight
He won the lottery and died the next day
It's a black fly in your Chardonnay
It's a death row pardon two minutes too late
Isn't it ironic... don't you think

It's like rain on your wedding day
It's a free ride when you've already paid
It's the good advice that you just didn't take
Who would've thought... it figure

Mr. Play it Safe was afraid to fly
He packed his suitcase and kissed his kids good-bye
He waited his whole damn life to take that flight
And as the plane crashed down he thought"Well, isn't this nice."
And isn't it ironic ... don't you think

It's like rain on your wedding day
It's a free ride when you've already paid
It's the good advice that you just didn't take
Who would've thought... it figures

Well life has a funny way of sneaking up on you
when you think everything's okay and everything's going right
And life has a funny way of helping you out
when you think everything's gone wrong and
everthing blows up in your face

A traffic jam when you're already late
A no-smoking sign on your cigarette break
It's like 10,000 spoons when all you need is a knife
It's meeting the man of my dreams
And then meeting his beautiful wife
And isn't it ironic... don't you think
A little too ironic.. and yeah I really do think...

Well life has a funny way of sneaking up on you
And life has a funny, funny way of helping you out
Helping you out


(Ironic, Alanis Morissete)

Foto: Uma foto, que ficaria boa, se o Gui não tivesse colocado o dedo no flash!

domingo, março 04, 2007

Acaso.. por Saint-Exupèrie



ACASO...

"Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, pois cada pessoa é única
e nenhuma substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, mas não vai só
nem nos deixa sós.
Leva um pouco de nós mesmos,
deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito,
mas não há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida,
e a prova de que duas almas
não se encontram ao acaso. "

(Antoine de Saint-Exupéry)
Ocorreu um erro neste gadget