domingo, setembro 13, 2009

Passou.

Parecia que esse dia nunca ia chegar. Cada vez que voltava pra casa com aquele aperto no peito e aquela sensação de rejeição ainda latente, perguntava-se: quanto tempo falta pra acabar?
Foi pelo caminho mais difícil. Esperou que o tempo se encarregasse de levar o sentimento, já que ele já havia ido embora. E esperou pacientemente... até o dia que parecia que nunca ia chegar.
Foram vários "alarmes falsos", mal contentava-se em achar que tinha passado e de repente, estava lá.. de novo, as lembranças, os sentimentos, a ausência que ainda pertubava. Já praticamente se conformara de que não acabaria mais.
E assim, de repente, não mais que de repente, teve a certeza. Passou.
Assustou-se por não ter se dado conta antes: sim, passou.
Não há mais a rejeição.
Não há mais o vazio.
Não há mais a esperança.
Não há nem mesmo a saudade.
Tudo parece um passado distante e findo.
Acabou!!
Esboçou um meio sorriso ao chegar a essa conclusão. Finalmente, o dia chegou. E o sentimento de satisfação tomou conta do seu ser...

Um comentário:

Diegovj disse...

Muito bom esse texto. Me fez lembrar algumas situações que já vivi.

Bjão!

Ocorreu um erro neste gadget