quinta-feira, dezembro 17, 2009

Discursando...

Queridos Formandos!

Obrigado pela oportunidade de estar aqui representando meus colegas e poder expressar nosso carinho por todos vocês. Ser paraninfa é uma tarefa difícil. Ao mesmo tempo em que ficamos felizes por sermos escolhidas para esse momento tão especial, ficamos a pensar no que dizer. Afinal, o que é preciso ser dito? Como traduzir em palavras aquilo que o coração já conhece tão bem?
Então, sentada em uma sala de aula, com o lápis a mão e os olhos concentrados naquelas carteiras vazias, pensei no porquê daquele vazio tanto incomodar. E assim, comecei a lembrar de todas as coisas que aquelas paredes presenciaram:

As conversas animadas da segunda-feira de manhã. As piadinhas dos torcedores do time campeão do domingo. As novidades do fim de semana. A angústia das vésperas de prova. O silêncio das aulas de revisão. (só na aula de revisão também né?) As brigas e reconciliações. As histórias de vida ou dos livros. Os choros solitários, a solidariedade, o carinho de uma festa surpresa ou de uma carta quilométrica...

E só então, me dei conta de que esse vazio seria irreparável. Pois mesmo que novas vidas preencham aquelas carteiras, cada um de vocês é insubstituível. Foi ontem quando aqui chegaram carregando a mochila e dentro de cada um a ansiedade pelo novo e uma interrogação: Como será? Foram momentos inesquecíveis! Momentos onde estudaram, brincaram, aprenderam, sorriram...momentos onde cativaram e foram cativados! Hoje, diante da conquista de cada um, assistimos à vitória de todos esses anos de luta, responsabilidade e a colheita dos frutos do caminho percorrido nesta escola. Sentimos a alegria de vocês, de seus pais , parentes e queremos também que sintam a nossa alegria.

Assim, me vem à mente uma música: “Metade de mim Agora é assim/ De um lado a poesia, o verbo, a saudade /Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim /E o fim é belo incerto... depende de como você vê/ O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só enquanto eu respirar, vou me lembrar de vocês. /Só enquanto eu respirar. Amanhã, a Saudade nos espera! Saudades das amizades, do convívio, mas momento de olhar para frente. Que o fim seja o começo. De novas histórias, novos amores, novos sonhos. E a tenham a certeza de que estaram juntos, “enquanto respirarem” e que nós sempre estaremos torcendo por vocês.

Obrigada!

(Discurso de Paraninfa - 9ºano A- Colégio Integrado, 16/12/2009)

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget