quinta-feira, outubro 12, 2006

Dia das Crianças...


Depois dos 20 anos, o dia das crianças muda de sentido.. vc já não espera o presente, e sim, lembra daquele que você ganhava. Você não participa das gincanas, você leva seus alunos pra Gincana. Você não aprende a fazer o brinquedo, vc ensina a fazer o brinquedo.
Enfim, pra esse dia, só me vem a mente o clássico e piegas Casemiro de Abreu...

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!

Como são belos os dias
Do despontar da existência!
- Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar é - lago sereno,
O céu - um manto azulado,
O mundo - um sonho dourado,
A vida - um hino d'amor!

Que auroras, que sol, que vida,
Que noites de melodia
Naquela doce alegria,
Naquele ingênuo folgar!
O céu bordado d'estrelas,
A terra de aromas cheia,
As ondas beijando a areia
E a lua beijando o mar!

Oh! dias da minha infância!
Oh! meu céu de primavera!
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã.
Em vez das mágoas de agora,
Eu tinha nessas delícias
De minha mãe as carícias
E beijos de minha irmã!

Livre filho das montanhas,
Eu ia bem satisfeito,
De camisa aberto ao peito,
- Pés descalços, braços nus -
Correndo pelas campinas
À roda das cachoeiras,
Atrás das asas ligeiras
Das borboletas azuis!

Naqueles tempos ditosos
Ia colher as pitangas,
Trepava a tirar as mangas,
Brincava à beira do mar;
Rezava às Ave-Marias,
Achava o céu sempre lindo,
Adormecia sorrindo
E despertava a cantar!

Oh! Que saudades que tenho
Da aurora de minha vida (...)


(Meus Oito anos)

Feliz dia das Crianças.. a todos, pelas crianças que foram, pelas crianças que são...


3 comentários:

Marita disse...

Estou falando aqui com o Graal, que, quando eu fiz 20 anos, eu me senti numa linha divisória, onde eu teria que ser menos Chapeuzinho Vermelho, e sabe que isos me ajudou um pouco? Mesmo asism, eu ainda me sentia meio criança. Agora, há dois anos dos 25, eu não me sinto assim. É como se os 25, pqp... Fosse exatamente o fim da fase de transição e tcham: vc entra num mundo adulto. Eu me lembro que uma amiga minha disse? "meu, dar no primeiro encontro, só depois dos 25". Mas se for pra eu ser adulta só por isso, eu vou ser criança sempre e isos já é um consolo!
"Ser criança é não dar no primeiro encontro"

Sue Ellen disse...

Nossa.. acho que a marie anda convivendo muito com a Mie! ahuahuahuahuahua

Michele Fernanda disse...

Hahaha...olha só...a que parte vc se referiu a minha pessoa hein senhorita Sulis...rs???
Bem,ontem eu lembrei de várias coisas que fazia qdo criança...as coisas que eu brincava..não era de brincar mto de boneca...brincavamos de casinha, de banco, de médico, mas nós mesmos éramos os personagens...haha...era muito engraçado...me diverti mto na infância...aliás até prolonguei ela por muito tempo...quando tinha 15 ainda me considerava criança...ainda brincava com as minhas irmãs mais novas q eu...e quer saber...não me arrependo...tudo valeu a pena. Sei que hj em dia não é assim, mas cada um com seu cada qual...rs...épocas diferentes, vidas diferentes. Fomos felizes!!!

Ocorreu um erro neste gadget