sexta-feira, novembro 17, 2006

tudo começou em 1990, lá pelo dia 17/11..


Lembro-me como se fosse hoje. Eu tinha apenas 4 anos, recém completados, e eu queria que ele abrisse uma janelinha na barriga da minha mãe para que eu pudesse vê-lo.

Mal sabia eu que aquele pequeno ser, a princípio indefeso, um dia iria matar minha boneca preferida. Que um dia ele iria crescer e comer todos os pacotes de bolacha recheada. Que ele iria tomar toda a coca –cola e largar a garrafa vazia na geladeira.

Por um bom tempo nossa convivência foi bem “conflituosa” – eu, toda certinha, sempre seguindo às regras, e evitando problemas. Ele, bem, ele sempre quis criar suas próprias regras, principalmente se elas contrariassem as minhas.

Eu branquela, ele moreno.

Eu gostava de estudar, ele de brincar na rua.

Eu gosto de música antiga, e ele sempre se rende às modinhas.

Eu sedentária, ele já conheceu todos os esportes.

Eu penso de mais na vida, ele prefere aproveitar.

Eu detesto diminutivo, ele tem miguxas que falam axim.

Eu ouço Queen, ele Psy.

Eu gosto do som baixo. Ele, bem alto, quase ensurdecedor.

E em meio a tenta diferença eu percebo um sintonia que tenho com poucas pessoas nessa vida. Lembro, agora, dos momentos de tédio nas festas de família que ele compartilhava comigo com toda cumplicidade.

Lembro de como eu gosto quando ele me pergunta alguma coisa, e quando dá o maior crédito para a minha opinião. E hoje, quando trocamos informações sobre as baladas, vejo: existem semelhanças que vão muito além da aparência física.

Hoje ele completa 16 anos, (daqui dois anos é 18, e aí teremos problemas! Rss) E tudo que eu quero é que Deus abençoe demais essa cabeça de vento! Que ele tenha sempre muita saúde, pra continuar devorando os pacotes de bolacha recheada. Que ele perceba o quão importante é valorizar o sentimento das pessoas, e sossegue com alguma namorada! Hehe que ele esteja sempre feliz, e que não perca os seus projetos, sonhos e planos.E como uma boa irmã mais velha, muuuuuito juízo!!!!!!!!

Ontem, ele era um bebê com mais cabelo que eu já vi em toda minha vida, hoje é um adolescente que faz moicano no cabelo. Mas ainda é o Igor que poucos conhecem, o Igor irmão, filho, que apesar de genioso é muito carinhoso. E eu não consigo imaginar minha vida sem essa porcaria! Irmãos são assim! Brigam, se batem, choram.. mas são sempre irmãos! E um dia descobriremos que só temos um ao outro, e que não devíamos ter perdido tempo com bobagens!... enfim, Feliz Aniversário! E não se esqueça.. eu te amo.

3 comentários:

Michele Fernanda disse...

Ter irmãos, irmãs, é a melhor coisa desse mundo. que me desculpem os filhos únicos mas esses nunca terão a chance de compartilhar ódios e alegrias com uma pessoa q é diferente de todas as outras. Irmãos não iguais aos pais, nem iguais aos amigos. Acho que eles estão no meio. Adoro as irmãs que tenho mesmo elas sendo tão diferentes de mim tbém.

Sue Ellen disse...

Nossa, Mie.. falou tudo! Ter um irmão é ter mais que um amigo, é um companheiro pra vida inteira! E ter a certeza de que nunca vai te faltar alguém!
por isso que eu amo esse porqueira aí! haha

Helô disse...

Ai meu Deus, sempre que vc escreve eu choro!!! Sue, tenho uma ligação muiiiito forte com o meu "maninho", você sabe, e ler esse seu post me emocionou, por saber que o que eu sinto ainda existe nesse mundo tão egoísta e sem noção! É por isso que eu amo tanto vc, pq nos meus sentimentos mais "meus" tenho vc pra compartilhar! Deus abençoe muito a vida do Igor e que ele possa sempre ser um irmão maravilhoso, pra essa irmã perfeita!

Ocorreu um erro neste gadget