quinta-feira, dezembro 13, 2007

Por que?


Let me think about it..!



"É difícil dizer o porquê das coisas. Mais difícil ainda saber o porquê das coisas."
(Patrícia Galvão, Paixão Pagu - A auto biografia precoce de Patrícia Galvão)

Já repararam como é difícl responder uma pergunta que começa com o porquê? Lembro-me bem das perguntas das apostilas e livros didáticos, quando vc achava que tinha conseguido responder aparecia lá no finalzinho, "por que?", ou então, "Justifique." Hj, como professora, eu até entendo o porquê de tantas justificativas, não queremos respostas rasas..queremos que o aluno reflita sobre o que ele está respondendo. E tem coisa que faça mais pensar do que um porquê?
Uma palavrinha tão simples mas que reserva tanta complexidade. Até mesmo quanto a gramática. Diga-me, tinha necessidade de tantos porquês? É quase tão chato quanto a crase.
Se estamos falando que uma conjunção interrogativa: Por que - separado e sem acento.
Se é uma conjunção explicativa: porque - junto e sem acento.
Se é interrogativa, mas no final da frase - Por quê - separado e com acento.
E se é um substantivo, porquê - junto e com acento.
Tudo isso pra uma simples conjunção como tantas outras... só poderia ter tantas regras o próprio porquê mesmo.. Essa palavrinha que seja com ou sem acento, junto ou separada, deixa várias interrogações e para alguns, que tem uma relação de amor e ódio com essa palavra, rende até algumas noites de sono.
Eu sou uma dessas. Sou capaz de perder uma noite tentando desvendar o porquê das coisas. Como se tudo tivesse uma explicação. Como se tudo tivesse uma justificativa. Como se não houvesse "mais coisas entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia". Mas tb.. não dá, quando eu vi, já pensei. Quando me dou conta, já perdi horas. E de repente, nem preciso mais de resposta.
Alguém disse aí.. que quando a gente acha que sabe todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas. E não é que é bem por aí mesmo?

Então, por que eu penso tanto???
xiiiii.. melhor parar por aí!
Just enjoy!!

Um comentário:

MICHELE disse...

eu sempre penso no porque das coisas e nunca consigo descobrir...tem horas que eu penso em desistir dessa nóia, mas daí qdo eu menos espero a pergunta volta a minha cabeça, por quê?

Ocorreu um erro neste gadget