sábado, outubro 11, 2008

Mire e Veja:

Acordou num sobressalto. Olhou o visor do celular, ainda com a visão embaçada de quando levantamos de um sono profundo. Não era a hora de acordar, ao mesmo tempo, sentiu alívio e cansaço. Alívio por poder passar mais alguns minutos deitada na cama. Cansaço justamente pelo poucos. Os poucos que poderiam ser muitos...
Um novo sobressalto. Perdeu-se. Deixou-se levar. Agora, poucos eram os minutos antes de começar o dia. Enquanto se vestia, uma série de pensamentos vinham a mente.. que dia era mesmo? quais aulas? o material está aqui ou no armário? à tarde, vou dormir.. com certeza.. não quero saber!!!
Aos poucos tudo vai se encaixando.. e o trauma do despertar já não mais pertuba. Seria um dia como outro qualquer..
Seria? Nunca é.
Quando se vive cercado de pessoas, percebe-se que um dia nunca é igual ao outro. Por mais que sejam as mesmas pessoas, a mesma rotina, o mesmo lugar. Cada dia vc descobre algo novo..
Aquele jeito do seu amigo de fechar os olhos quando dá risada que vc nunca tinha reparado. Um novo jeito de pronunciar o "s", ou um trejeito de mão ao contar uma história. Um olhar te atento ao te ouvir, quando vc achava que aquele assunto era sem importância. Ou ainda, um elogio disfarçado, pra algo que parece banal..
As pessoas são realmente fantásticas. Quando vc acha que já as conhece por inteiro, ainda é capaz de se surpreender. Como é capaz de decepcionar também. E assim, os dias parecem iguais, previsíveis, mas surpreendem, cada vez mais..
"Mire veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vão sempre mudando."Guimarães Rosa

6 comentários:

Stela disse...

Sue, é sempre um prazer visitar seu blog!!!

Beijão

Du Santana disse...

Pois é, o paraiso também é os outros!

^^

Diegovj disse...

É impressionante reparar como somos diferentes nos mínimos detalhes...e são eles que fazem da vida ainda mais interessante, né não?

Bjos!

« grands ¥eux disse...

:]
achu que te achei no orkut.

... ou fiz uma confusão danada!

Talita disse...

A igualdade do homem é ser diferente!

Hehe to de volta nos blog da vida Sue!

Um beijo

Du Santana disse...

Sim sim, ser "gente grande" as vezes é muito infantil... ^^

see you!

Ocorreu um erro neste gadget