terça-feira, outubro 02, 2007

Sintaxe À Vontade


O Teatro Mágico - Sintaxe À Vontade
Fernando Anitelli

"Sem horas e sem dores
Respeitável público pagão
Bem vindo ao teatro mágico!
sintaxe a vontade..."
 
Sem horas e sem dores
Respeitável público pagão
a partir de sempre
toda cura pertence a nós
toda resposta e dúvida
todo sujeito é livre para conjugar o verbo que quiser
todo verbo é livre para ser direto ou indireto
nenhum predicado será prejudicado
nem tampouco a vírgula, nem a crase nem a frase e
ponto final!
afinal, a má gramática da vida nos põe entre pausas,
entre vírgulas
e estar entre vírgulas é aposto
e eu aposto o oposto que vou cativar a todos 
sendo apenas um sujeito simples
um sujeito e sua oração
sua pressa e sua prece
que a regência da paz sirva a todos nós... cegos ou
não
que enxerguemos o fato 
de termos acessórios para nossa oração
separados ou adjuntos, nominais ou não
façamos parte do contexto da crônica
e de todas as capas de edição especial
sejamos também o anúncio da contra-capa
mas ser a capa e ser contra-capa
é a beleza da contradição
é negar a si mesmo
e negar a si mesmo
é muitas vezes, encontrar-se com Deus
com o teu Deus
Sem horas e sem dores
Que nesse encontro que acontece agora
cada um possa se encontrar no outro
até porque...
 
tem horas que a gente se pergunta...
por que é que não se junta 
tudo numa coisa só?

3 comentários:

MICHELE disse...

eu conheço o teatro mágico pela Dani...ela adora...não sou mto fã mas as letras são legais até. :)

MICHELE disse...

ah...eu lembro desse dia da foto hehe...foi legal...meu nariz de palhaço ficou aí no Brasil...

Marie disse...

Ainda bem a Michele deixou o nariz de palhaço dela no Brasil. Ser palhaço em língua diferente não dá né. Ainda mais pra lá do Méxicugostoso.
Foto linda

(suspiros)

Ocorreu um erro neste gadget